Estudo da aplicação de água residuária de aves por micro aspersão

Marllus Rodrigues Valente Lochoski

Resumo


Com este trabalho, objetivou-se estudar a variação na vazão de microaspersores operando com água residuária avicultura (ARA). Para isso, foram aplicadas quatros concentrações de ARA em microaspersores com cinco diâmetros distinto, avaliando-se a vazão efluente após 27 horas de funcionamento ininterruptos. De acordo com os resultados obtidos concluiu-se que a suscetibilidade ao entupimento de microaspersores que operam com ARA depende do diâmetro de bocal e da concentração de sólidos totais. As maiores reduções de vazão foram observadas nos microaspersores com bocais de 0,90 e 1,00 mmusando ARA com concentração de sólidos totais de 15.437 mg L-1, após 27 horas de teste.


Palavras-chave


sólidos totais, emissores, dejeto líquido.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33837/msj.v1i7.170

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários




Direitos autorais 2017 Marllus Rodrigues Valente Lochoski

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Indexada nas seguintes bases:

 

          

Uma publicação da Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação do IFGoiano - Câmpus Urutaí

 

  

 Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.