Aula lúdica com o uso de maquete em sala de aula

Authors

  • Lucas Rodrigues Guimarães et al. Instituto Federal Goiano - Campus Urutaí (GO, Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.33837/msj.v1i11.557

Abstract

A didática de maquete além de lúdica, tem ação metodológica e visa à interação entre os componentes envolvidos, é um recurso visual componente do ambiente da aprendizagem, que, quando usado de maneira adequada, desperta o interesse, aproxima ainda mais os alunos, e favorece o desenvolvimento da capacidade de observação. Quando a informação é obtida através da leitura, escrita, ou fala, obtém a falta de atenção dos mesmos, na sua grande maioria, enquanto o que está sendo visto, apresentado, e representado desperta o interesse, contribuindo para a percepção do objetivo proposto. Neste intuito, os alunos de Biologia do 3°período do IF Goiano – Campus Urutaí realizou uma maquete onde explicam as etapas da sucessão ecológica de uma determinada área mostrando em três etapas como surgiu um determinado ambiente.  Envolvendo o tema: de sucessão ecológica como foi dito anteriormente. O tema proposto aos alunos teve como objetivo: estimular o aluno, despertar seu interesse à cerca do assunto, e favorecer o desenvolvimento da capacidade de observação, e ter como objetivo principal melhor ficção da matéria. Foi utilizado para a maquete: placa de isopor, ilustrações de pequenos animais para a etapa1° e 2° e ilustrações de plantas maiores e também animais de médio e grande porte, tinta.  Os resultados obtidos com a realização da maquete são bastante positivos, tanto para os alunos que obtiveram maior aprendizado, e ficção da matéria e para o professor onde tiveram maior percepção e olhando para a maquete tiveram maior entendimento e recordaram assim o que o professor passou para os alunos dentro de sala além disso, a atividade proporcionou uma aproximação entre os alunos.

Published

2018-02-04

How to Cite

Guimarães et al., L. R. (2018). Aula lúdica com o uso de maquete em sala de aula. Multi-Science Journal (ISSN 2359-6902), 1(11), 13. https://doi.org/10.33837/msj.v1i11.557