Vendas: uma experiência extraclasse com a modelagem matemática

Authors

  • Tainara Rodrigues Borges et al. Instituto Federal Goiano - Campus Urutaí (GO, Brasil)

DOI:

https://doi.org/10.33837/msj.v1i11.566

Abstract

Perceber o sentido e a utilidade dos conhecimentos matemáticos ensinados em sala de aula é um processo que envolve a capacidade de abstração e aplicação de cada aluno. Essa percepção é essencial para a formação de um cidadão capaz de agir e utilizar o conhecimento científico para transformar a sociedade, podendo ser facilitada através de recursos metodológicos como a modelagem matemática. A modelagem consiste no estudo de situações-problemas reais, ou simuladas, utilizando estruturas matemáticas previamente existentes no aluno, conduzindo-o à compreensão do fenômeno estudado. Com isso, este trabalho foi desenvolvido por alunos licenciandos em matemática do Instituto Federal Goiano - Campus Urutaí, objetivando relatar a experiência e apresentar resultados de uma atividade extraclasse envolvendo a modelagem matemática. Para tal foi proposto o projeto de uma barraca de vendas durante um evento esportivo do próprio campus, associando o aprendizado com ações em prol da formatura. Instigados pela docente, os alunos passaram a perceber o processo de organização da formatura como uma atividade em que era necessário um alto nível de controle, gestão e planejamento matemático. Após a escolha do tema e os dados para execução do trabalho de campo, deparamos com o problema da falta de capital, conflitos pessoais e tipos de alimentos a serem oferecidos. Na busca por determinar um modelo que fosse o ideal para a barraquinha de vendas da matemática, passamos por inúmeras fases e descobrimentos. Em todas as etapas, os debates tiveram uma grande importância para os acadêmicos, uma vez que destacou as qualidades do trabalho em equipe, e os conflitos serviram para o crescimento e amadurecimento da turma. Utilizar eventos da instituição ou da comunidade para ensinar matemática para os alunos é uma forma de contextualizar a matemática vista como chata e isolada. Os lucros obtidos com as vendas não atingiram as expectativas previstas, mas mostrou as potencialidades em aprender fora de sala de aula, proporcionando ao aluno ir além de simplesmente assimilar conteúdos e proporcionando aos licenciandos uma formação crítica e um novo olhar sobre como fazer matemática.

Published

2018-02-04

How to Cite

Borges et al., T. R. (2018). Vendas: uma experiência extraclasse com a modelagem matemática. Multi-Science Journal (ISSN 2359-6902), 1(11), 22. https://doi.org/10.33837/msj.v1i11.566