DA EXCLUSÃO A INVISIBILIDADE: A EDUCAÇÃO DOS NEGROS GOIANOS 1830-1930.

CRISTIANE Maria RIBEIRO

Resumo


O objetivo da pesquisa foi identificar o projeto político educacional da população negra goiana no período de 1830-1930.  Os dados são oriundos de três fontes principais, a legislação educacional do período, o jornal Correio Official de Goyaz, periódico de maior circulação na época e dos relatórios dos presidentes da província. Os dados explicitam  que estiveram dispostos nas páginas do jornal discursos e atos governamentais e na própria legislação educacional ações que sinalizaram um “projeto educacional” para a população negra. Entre elas é possível mencionar: debates sobre a falta de instituições que abrigassem filhos de escravas; apontamentos sobre as dificuldades práticas para a efetivação da educação dessa população; atos de incentivo fiscal para os benfeitores das instituições destinadas a educação dos ingênuos, e atos de autorização e criação dessas instituições e

algumas esparsas ações nesse sentido. Por outro lado, mostraram uma completa ausência de preocupação com a educação no período pós-abolição.

Palavras-chave


negros - educação - Goiás

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33837/msj.v1i13.658

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários




Direitos autorais 2018 CRISTIANE Maria RIBEIRO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Indexada nas seguintes bases:

 

          

Uma publicação da Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação do IFGoiano - Câmpus Urutaí

 

  

 Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.