As ciências humanas são ciências? Sendo ou não, como legitimar pesquisas em educação?

Mateus Gianni Fonseca

Resumo


Muitas vezes, pesquisadores das ciências naturais, exatas ou demais outros campos do saber questionam o método de se proceder o fazer científico na educação. Por vezes, há uma falta de consenso acerca dos métodos adotados nas pesquisas em educação que se compraz, em muito, do tratamento qualitativo. Pretende-se dissertar um pouco sobre a maneira como as ciências humanas e sociais podem se configurar estratégias de legitimação dos achados oriundos das pesquisas em educação, sendo ou não considerada ciência segundo a concepção epistemológica da palavra, a partir de esclarecimentos sobre as regras de um ‘jogo’ que possui tal propósito. Afinal, a preparação dos leitores para a correta interpretação dos resultados flexíveis encontrados nesse campo do saber faz-se necessária. Trata-se de um ensaio elaborado a partir de referêncial teórico específico e que cujos resultados defendem a flexibilidade em se fazer e interpretar demais pesquisas em educação.

Palavras-chave


Legitimação; Ciência. Pesquisas em Educação

Texto completo:

PDF

Referências


Baumgarten, M. (2009). A Prática Científica da Era do Conhecimento: Metodologia e Transdisciplinaridade. Sociologias. 11 (22): 14-20.

Fourez, G. (1995). A Construção das Ciências: Introdução à Filosofia e à Ética das Ciências. Brasil: Editora Unesp.

Fonseca, M. G., Gontijo, C. H. & Souza, J. C. S. de. (2015). O Tratamento Quantitativo e sua Potencialidade para a Construção de Testes Psicométricos em Pesquisas de Educação Matemática. Perspectivas da Educação Matemática. 8 (18): 770-783.

Gatti, B. A. (2007). A Construção da Pesquisa em Educação no Brasil. Brasil: Liberlivro.

Gramsci, A. (1985). Os Intelectuais e a Organização da Cultura. Brasil: Civilização Brasileira.

Günther, H. (2006). Pesquisa qualitativa versus pesquisa quantitativa: esta é a questão Psicologia: Teoria e Pesquisa. 22 (2): 201-210

Japiassu, H. (1978). Nascimento e Morte das Ciências Humanas. Brasil: Editora Francisco Alves.

Kelman, H. C. (1982). Ethical issues in Diferent social Science Methods. In T. L. Beauchamp, R. L., Faden, R. R., Wallace Jr., R. J., Walters, L. (eds.), Ethical Issues in Social Science Research. 40-89. Baltimore: John Hopkins University Press.

Leite, S. B. (1993). Refletindo sobre o Significado do Conhecimento Científico. Em aberto. 12 (58): 23-29.

Sobrinho, J. D. (2014) Universidade e novos modos de produção, circulação e aplicação do conhecimento. Revista da Avaliação da Educação Superior. 19 (3): 643-662.




DOI: http://dx.doi.org/10.33837/msj.v2i1.893

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo